sustentabilidade

Sustentabilidade

borrego selo topo

Sustentabilidade

da carne de borrego no UK não é palavra vã. É o resultado de um conjunto de ações levadas muito a sério.
sust sublink1 fundo 1
sust sublink2 fundo
sust sublink3 fundo
sust sublink4 fundo
sust sublink5 fundo

O Ciclo Virtuoso da Sustentabilidade

sust ciclo virtuoso
Protecao do ambiente

Protecção do Ambiente

A produção de carne vermelha faz parte de um programa de desenvolvimento durável da agricultura Britânica. A selecção genética das raças está adaptada à melhor conversão de pasto em carne em função do ambiente.
borrego sust ecossistema

Manutenção natural das zonas não cultiváveis: declives, pântanos, charnecas;Redução da utilização de fertilizantes (Potassio, Azoto)
Manutenção das paisagens naturais das zonas rurais: baldios, caminhos, charcos, sebes e bosques.

Redução das emissões de gases em forma de serra;

Captação optimizada de carbono através da gestão das pastagens giratórias;

Sebes e bosques, talhões, etc…

Manutenção da biodiversidade: pequenos mamíferos, aves, batraquios, insectos;

Incentivos distribuidos por associações privadas para proteger o ecossistema (por exemplo manutenção das sebes para proteger os ninhos de passaros, manutenção dos charcos para os sapos e libélulas…)

Controle reforçado da qualidade da água;

Redução do consumo de água.

Reciclagem racional dos dejectos animais: planeamento da colocação de estrume;

Reciclagem de outros dejectos: plasticos: silagem, fardos redondos | cordas: embrulhos.

Protecção dos animais

Protecção dos Animais

  • Os borregos devem ingerir o colostro nas 6 horas seguintes à nascença
  • Registo de todos os cuidados e tratamentos, controles sanitários obrigatórios e avaliações por um veterinário
  • Respeito pela grade de limpeza dos animais, remendo obrigatório
  • A castração e a caudectomia adaptadas em função da idade e do tipo de procedimento (anestesia, elástico ou pinça)
  • A extracção dos cornos dos ovinos deve ser feita por um veterinário e com recurso a anestesia
  • Óleo de peixe e produtos lácteos utilizados se necessário
  • A administração de medicamentos deve ser validada por um veterinário

  • Redis limpos permitindo aos animais deitarem-se secos
  • Nem arestas nem projecções na proximidade dos animais e
    solos anti-derrapantes
  • Densidade máxima para cada borrego de 3 a 12 meses: 0.75m2
  • Coberturas anti-parasitas nas zonas de tratamento

  • Protecções naturais (talhões, arvores…) obrigatórias nas pastagens
  • Interdição de pastagem em excesso
  • Pasto e água disponíveis em permanência

  • Os animais são manipulados calmamente por um pessoal formado
  • Os aguilhões eléctricos são interditos
  • Os cães devem estar sob controlo
  • Os animais doentes ou feridos têm de estar separados da manada

  • Traçabilidade: residência mínima de 60 dias na exploração de saída; todos os movimentos dos ovinos devem estar documentados e registados em 3 dias
  • Rampas de carga e descarga equipadas com barreiras laterais e dispositivos antiderrapantes (ripas no solo) com inclinação máxima de 26.6°
  • Os veículos devem estar equipados com tecto e obrigatóriamente com uma liteira de palha limpa e a densidade máxima é de 0.2m2 por animal
  • As raças não podem ser misturadas durante o transporte e a manipulação
  • Proibição de transportar animais doentes, feridos ou fêmeas prenhas a mais 90%
  • Distância limitada para os cordeiros com menos de 7 dias, salvo se acompanhados pela mãe

Protecção dos animais

Protecção dos Animais

Alimentacao

A Alimentação

Todos os animais se devem poder alimentar e beber em liberdade para assegurar o bom funcionamento do rúmen e manter uma boa saúde corporal, quaisquer que sejam as condições meteorológicas.

Alimentação natural e controlada

Sem medicação
A alimentação não inclui antibióticos nem hormonas nem qualquer produto de origem animal.
Feno
O sistema é baseado na erva fresca ou conservada: seca (feno) ou enrolada em manga plástica.
Silagem
O armazenamento e a silagem é regulamentada e controlada.
Alimentação Complementar
Toda a alimentação complementar deve ser certificada e documentada com as informações referentes ao fornecedor.
Bebedouros
Os bebedouros devem estar limpos.